Por Mafalda Anjos e Mariana Correia de Barros

Um dia destes, perguntavam-nos pelo Instagram o que achamos cool. É uma pergunta difícil, porque neste conceito indefinido e banalizado nos últimos anos cabe lá tudo. Nada é cool e tudo é cool. Esta é uma daquelas qualidades que traduzem sobretudo um estado de espírito, uma atitude. A PRIMA tanto gosta da excentricidade máxima como da sobriedade básica. Adora a criatividade, o arrojo, as coisas que rompem com o statu quo, abomina pretensiosismos, imitações e tudo o que soe a falso ou a demasiado forçado.

Porque falamos disto? Porque a Mariama Barbosa, protagonista da capa, é, neste sentido, a rainha da coolness. Ela é terra a terra, genuína, carismática, poderosa. Transborda confiança, boa energia, sentido de humor – o mesmo com que se refere a si própria como a “preta da Guiné”. A verdadeira Black Magic Woman da canção do Santana. O estilo que todos lhe reconhecem do percurso que fez na moda e na televisão é apenas algo mais que complementa tudo isto. Um modo de ser e de estar que vai muito além da estética pura e dura.

Mariama e a sua maravilhosa tribo chegam às páginas da PRIMA um ano depois de nos estrearmos nas bancas. Conseguimos assumir-nos como uma marca de referência no que há de novo e cool por aí, seja lá o que isso for. E ficamos felizes por vermos alargar esta família a tantos novos leitores que se deixam inspirar por esta prima um bocadinho amalucada mas bem-intencionada.

Por aqui, festejamos este aniversário com um sabor especial. Ganhámos, desde a última edição, mais um prémio de design, que veio juntar-se ao que já tínhamos recebido da Meios & Publicidade. Desta vez foi o prestigiado Clube dos Criativos Portugueses que nos atribuiu o galardão de Melhor Design de Revista do Ano, pelo projeto da autoria dos Silvadesigners. Um brinde a nós, e a vocês que estão desse lado

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.