Não, não é da sua cabeça: quanto mais velho está, mais intensas são as ressacas e mais horas demoram a passar. Saudades dos 20 anos? De beber noites seguidas e no dia seguinte repetir a façanha sem ter de descansar pelo meio? Dizem-lhe que os 30 são os novos 20, mas no que toca às bebedeiras, infelizmente, estão longe de o ser. A ciência ainda não arranjou uma grande explicação para o fenómeno, mas apresentou algumas razões para a dor de cabeça que teima em não passar.

O facto de beber menos vezes e em menos quantidade, é uma delas. Ao contrário da adolescência (e entrada na idade adulta, vá…) em que as noitadas são seguidas, quando se bebe poucas vezes e se ultrapassa o limite normal, o fígado demora mais tempo a reagir. De acordo com um artigo do The Independent, à medida que a idade avança, o corpo vai ficando com menos enzimas no fígado, que são as responsáveis por fazer o metabolismo do álcool e ajudar a tirá-lo do sistema. Mais: além de menos enzimas, ainda funcionam de forma menos eficiente.

Outra das razões para a ressaca ser (ainda mais) dura está relacionada com o processo de recuperação do corpo, que se torna mais lento à medida que a idade avança, seja uma gripe ou uma infecção. Sim, é normal que a ressaca se estenda por mais do que um dia. A composição do corpo também muda com idade, já que se ganha mais peso com o passar dos anos e se perde músculo. 75% da constituição dos músculos é água, em contrapartida a gordura tem apenas 10% de água. O álcool é absorvido com maior rapidez em corpos ricos em água, por isso, isso também faz com que as ressacas sejam piores.

Ressca

Outros snacks sobre ressacas

  •  Há estudos que comprovam que uma sanduíche de bacon ajuda a curar a ressaca. Não só porque o corpo precisa de alimento, mas também pela junção dos hidratos de carbono do pão com a proteína do bacon, que se transforma em aminoácidos, coisa que o corpo precisa.
  • Guy Beringer, o britânico inventor do brunch, no final do século XIX, inspirou-se na ressaca para sugerir uma refeição que juntasse os chás e bolos do pequeno-almoço com os pratos mais consistentes do almoço.