Já devem ter percebido: na PRIMA gostamos (muito) de ilustração e de ilustradores. Por isso, a PRIMA não podia ter faltado ao Iminente, um festival com ativistas de uma cultura emergente e urbana que decorreu no Panorâmico de Monsanto entre 19 e 22 de Setembro.

Ao todo foram mais de 100, de 11 nacionalidades diferentes os jovens ou consagrados talentos que marcaram presença, das artes visuais, das artes performativas e da música, neste festival urbano que já passou também por Londres, Xangai e Rio de Janeiro.

Neste festival houve de tudo: muita música e dança, debates, manifestos pela liberdade de expressão e direitos humanos, mas a parte que mais gostámos foi mesmo a arte, ou não tivesse a curadoria de Alexandre Farto, aka Vhils, e da plataforma Underdogs.

Uma das ações que mais nos impressionou foi a da ilustração ao vivo, em digital. Os ilustradores Wasted Rita, Kruela, Mantraste e André da Loba estiveram presentes, desenhando à vista de todos num ecrã de smartphone, duas obras que eram transmitidas para um ecrã gigante, usando “apenas” a Pen do Samsung Galaxy Note 10.

Este momento “Power to the Pen” foi pensado como uma homenagem a todos os artistas, ilustradores e cartoonistas que têm a caneta como seu meio de expressão, mostrando que tal como os smartphones trouxeram as máquinas fotográficas para os nossos bolsos, também podem ser excelentes telas de desenho que carregamos connosco. São estes os novos caminhos da arte: digitais, imediatos e versáteis.

Assistimos a Wasted Rita a construir as suas obras corrosivas e sarcásticas, que tão bem espelham os dias de hoje, e falámos com Mantraste, um dos ilustradores que aceitou este desafio, e que em breve estará na edição impressa da PRIMA com uma coleção de ilustrações totalmente desenhada no smartphone. Veja o vídeo com os dois ilustradores.

Iminente cartaz

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.